PLPinto.M.Dinheiro

A Saúde do Homem é mais Importante que o Dinheiro

Vivemos num mundo de polaridades. Neste mundo há ricos e pobres, homens ricos e homens pobres, países ricos e pobres. Este é um mundo em que a maioria das pessoas pensa no dinheiro todos os dias.

Muitas pessoas até dão ao dinheiro um estatuto de Deus. Este é um mundo onde um país se destaca entre outros como a Terra do Dinheiro. No entanto, mesmo nesta Terra do Dinheiro, há aqueles que se rebelam.

No ano 2000, um antropólogo de nome Daniel Suelo decidiu deixar de usar dinheiro. Ele vive numa caverna a uma hora de caminhada da cidade de Moab, Utah. Depois de ter passado anos a estudar povos tribais no Equador e de ter notado como a sua saúde e cultura diminuíram depois de terem entrado em contato com o dinheiro, decidiu que o dinheiro não é uma coisa tão boa como parece.

A América é o país do dinheiro. Para muitos americanos, só vale a pena saber se se tem muito dinheiro. O dinheiro é um deus, e, para muitas pessoas na América e em alguns outros países desenvolvidos, não importa quem é pisado para obter mais dinheiro. Só são cometidos muitos crimes e atrocidades porque há dinheiro a ganhar no final. Dinheiro e poder. Os dois andam juntos.

ganhar dinheiroO dinheiro é um deus muito poderoso, se é que se pode chamar-lhe isso. Tem certamente muito poder, e um grande e expansivo seguimento. Certamente, muitos não têm outro deus além do dinheiro, e embora este seja um ponto de vista válido, não é benéfico no sentido espiritual. Não ajuda ao desenvolvimento espiritual seguir uma vida baseada apenas no dinheiro.

Pode fazer a pergunta: "É benéfico ter muito ricos e muito pobres? A resposta é sem dúvida, 'Não é benéfico'. Quem tem dinheiro é quem tem poder, e quem tem poder tem uma grande responsabilidade que não está a usar bem e sabiamente.

Para que haja mudança, há uma grande necessidade de compreensão, uma grande necessidade de compaixão, e uma grande necessidade de que todos participem e estejam dispostos a mudar.

Os velhos caminhos, as regras e regulamentos sobre a Terra durante muitos séculos, têm de ser seguidos. Tem de haver, como tem sido dito por muitos, uma nova ordem mundial, uma nova forma de ver todas as coisas, uma nova igualdade. Não há igualdade como o mundo está neste momento.

Se te sentes um indivíduo, então tens de reivindicar o teu próprio poder individual, o teu próprio poder pessoal, e deixar de o dar. Tem de se delimitar, para estar livre das limitações e dos programas que lhe foram impostos desde o nascimento.

O que é necessário não é a adoração do dinheiro como um deus. Nem sequer é necessária a adoração de um deus, por si só. O que é necessário é uma atitude ou um estado de espírito de respeito e honra pela vida.

Muitos homens sacrificam a sua saúde e os seus relacionamentos sexuais e social por causa do dinheiro e poder. Muitos homens acham que com o dinheiro podem comprar tudo, desde o amor à felicidade e ou mesmo à saúde.

E mesmo que o dinheiro possa ser uma ajuda para obter algumas destas coisas não pode ser o seu proposito final, senão o que acaba estando em causa é a saúde mental. Muitos homens tentam comprar tudo com dinheiro, arrumar mulher e construir uma família sobre o dinheiro está sob fundações erradas e destinado ao fracasso.

homem aumenta tamanho do penisMuito homens para se acharem mais poderosos perante as mulheres usam o dinheiro para aumentarem o tamanho do seu pênis, de modo a conseguirem mais conquistas e, embora o aumento do pênis os possa ajudar a conquistar mais mulheres e assim se acharem mais poderosos, tudo não passa de uma falácia, de uma mentira que não traz felicidade – apenas ilusão.

O rebelde, Daniel Suelo, fala como se fosse o líder de um grupo religioso, e diz que agora vive no 'o agora' e que o dinheiro o tiraria do 'o agora'. Ele diz que o débito nos tira do 'agora' para o passado, o crédito nos tira do 'agora' para o futuro.

Uma filosofia interessante, mas pode estar certo de que Eckhart Tolle, milionário autor de 'O Poder do Agora', e exemplo vivo de alguém que tem muito dinheiro e que também vive no agora, teria algo a dizer sobre isto.

Ambos os homens veem o dinheiro a partir de uma perspectiva espiritual individual. Ambos os homens respeitam e honram a vida. Ambos os homens concordariam que é insensato as pessoas darem o seu poder ao dinheiro ou abusarem do poder sobre os outros em nome de ganhar mais dinheiro. Ambos os homens vivem no agora. Ambos os homens reivindicaram o seu poder pessoal.

Mas a vida tem que ser mais do que ganhar dinheiro. Por muito importante que o dinheiro seja para podermos ter uma vida digna neste mundo moderno, onde tudo roda à volta do dinheiro, a vida não pode ser apenas baseada nisso.





 
Artigos Relacionados